A Joalharia Barbosa, Esteves era um dos raríssimos casos de património integrado nos espaços comerciais de Lisboa, uma “obra total” de Cottinelli Telmo e Luís Cunha, dos anos 20, cuja fachada, interior, grafismo, iluminação, mobiliário e desenho da calçada (retirado há anos), em que imperavam a estética e o bom gosto:

As cores vermelha e preta interligadas ao ferro, bronze e mármore, aliadas ao prateado dos balcões, vitrines, candeeiros interiores. Os lampiões da fachada e o letreiro a néon, com a designação da casa.

O espaço físico está Em Vias de Classificação pela Direcção-Geral do Património Cultural desde 2018.

É com grande tristeza que registamos o encerramento desta loja fabulosa.

  

Fotos de © Artur Lourenço e do Arquivo Municipal de Lisboa.