Morada: Rua Augusta, nº 201

Telefone: 21 346 20 09/91 227 64 87

Site: http://www.godiva.pt

Fundador: Sociedade Infante, Lda.

Proprietário: Grupo Godiva Sapatos

Autor: Arq. Raul Tojal (1940)

Artigos: Sapatos, chapéus e malas, para homem e senhora. Fabrico próprio e outro.

Decoração: Esta loja é uma das mais belas e mais fotografadas lojas de Lisboa, e era à data da sua inauguração uma “obra total”, em que tudo foi pensado ao detalhe, da montra ao mobiliário. O espaço interior era, como hoje, forrado ao fundo por uma estante preenchida de cima a baixo com 16 fileiras de caixas de sapatos, e, do lado esquerdo de quem entra, por um armário-vitrine a toda a altura da parede, preenchido com chapéus e caixas de chapéus. À frente deste, um balcão-vitrine com chapéus e gravatas. Ao centro da loja, um armário-vitrine com sapatos de senhora. O resto da decoração Déco-modernista: um pequeno balcão alto com telefone, uma série de cadeiras e pequenos bancos de prova, espelhos e apliques sobre ramagens. O chão era em parquet.

Na fachada, o material do revestimento do cunhal e da aba que une as sacadas é em pedra preta serrada, e o resto em marmorite preta. A porta, contendo 12 óculos semi-circulares, e os aros das 6 montras (incluindo as 2 montras curvilíneas ladeando a porta) são em ferro (tal como as grelhas geométricas de ventilação da cave) revestido a cobre. As letras da fachada são em latão pintado. As montras (hoje sem cortina para a loja mas com fundo rectangular com grandes óculos ao centro, onde se exibem sapatos ou malas) eram forradas a capitoné, tendo ganho vários concursos. Na quina exterior, o emblema da firma em folha de metal pintado: o “Lord” e a sua caleche.

História: A “Lord”abriu como chapelaria de homem em 1941 mas rapidamente começaria a vender também sapatos, gravatas e malas, confeccionando os seus próprios chapéus. Tinha oficina de chapelaria e eram famosas as suas caixas altas para chapéus e a marca Luiz XV, e respectivo logótipo em cor azul. Da década de 40 até aos nossos dias, a Sapataria Lord sofreu várias alterações no seu interior, sem contudo alterar a traça déco-modernista do projecto original.

Protecção: Consta do Inventário Municipal anexo ao PDM (nº 48.146) e está inserida na Lisboa Pombalina classificada Conjunto de Interesse Público (2012) e abrangida pelo Programa Lojas com História (2017)

Horário de funcionamento: Aberta de 2ª Feira a Sábado das 10h às 19h.

Facebook