Morada: Avenida Rio de Janeiro, nº 25-B

Telefone: 21 849 1562

E-mail: pj.manso@gmail.com 

Fundador: Jerónimo Pinto Valente Coutinho

Proprietário actual: Paulo Manso

Produtos: “A Mariazinha de Jerónimo Coutinho, Casa especialista de Cafés-Chás-Farinhas” pode ler-se no grande painel publicitário ao fundo da loja, que data do início da mesma mas que se mantém actual: café, chás, chocolates (bombons, moedas, sombrinhas, etc.) e rebuçados de vário tipo e paladar. Noz do Chile, castanha do Maranhão, abóbora cristalizada, amêndoa torrada ou palitada, passas. Farinhas.

Decoração: Este é um estabelecimento em que predomina o azul: nos perfis das montras e da porta em ferro. No monograma da loja. Nas molduras dos painéis decorativos com réclames curiosos e bem sugestivos – “Só o bom CAFÉ nos dá prazer e alegria”, “Só o bom CHÁ nos conforta e delicia”, “Só nos delicia o que … bem nos sabe” ou “Alimente o seu bébé com farinha Duas Pombas”- e nas belas figuras de convite dos empregados de mesa, todos eles oriundos da firma Soares & Moreira. Uma decoração ela própria completada pelos indispensáveis moinho e balança, e pelas centenas de pacotes, boiões e gavetões onde se encontra rebuçados, bombons e outras tantas delícias.

Protecção: Consta do conjunto edificado registado em Inventário Municipal (nº 42.14) anexo ao PDM

História: Antes de abrir sede em Alvalade, a Casa de Café “A Mariazinha”, que deve o seu nome (e marca registada em 1933) à filha do fundador, era a filial da então sede, que abriu portas em 1934 na Rua Barros Queirós, nº 26-28, e que haveria de encerrar há quase 40 anos. Desde há 30 anos que a Paulo Manso está à frente da loja e desde sempre que a venda de cafés sempre foi o forte da casa, com especial destaque para o lote especial d’A Mariazinha e para o Chá das 5 (num dos painéis no interior da loja há um relógio desenhado marcando essa mesma hora), marca registada em 1938, «dum aroma se sabor sem igual é um doce prazer para quem o toma». É uma loja de referência na Avenida da Igreja e redondezas, e uma resistente do comércio de carácter e tradição fora da zona histórica da cidade, talvez porque à excelência dos seus artigos se tenham criado relações de amizade com muita da sua clientela.

Horário de funcionamento: Aberta de 2ª Feira a 6ª Feira das 9h às 13h e das 15h às 19h. Aos Sábados, das 9h às 13h.

Facebook