Morada: Rua de São Nicolau, nº 104

Telefone: 21 342 37 67

E-mail: artedominguez@gmail.com

Fundador: António Franco

Proprietário actual: José Dominguez

Artigos: Aguarelas, sinetes, lacres, cartas timbradas, tintas para carimbo, tintas de escrever, papéis químicos, antigas sebentas e cadernos diários de escola, gravuras, molduras e vários materiais de artes plásticas.

Protecção: Consta do Inventário Municipal (nº 48.98) anexo ao PDM e está inserida na Lisboa Pombalina classificada Conjunto de Interesse Público (2012)

História: A papelaria Au Petit Peintre foi fundada em 1909 pela António Franco Lda., primeira sociedade da casa, assim criada por um grupo de pessoas ligadas aos materiais consumíveis de escritório, actividade para a qual as papelarias sempre tiveram especial função.

José Dominguez, o actual proprietário, recorda-se de ouvir dizer que o “patrão Carlos”, como era conhecido o responsável pela loja, ia dando todos os anos uma quota aos seus empregados para a casa não morresse. Mais tarde, o mesmo viria a ser feito pelo casal proprietário da casa, João Martins Viegas dos Santos e Natália Afonso Viegas dos Santos, que cederam a firma aos seus afilhados de casamento, José Dominguez e sua mulher.

O actual proprietário entrou para a loja em 1963, como empregado, mal tinha finalizado a Escola Primária. Lembra-se de ter  entrado ao serviço na casa do vizinho e amigo da família, vestido de calções com suspensórios, camisa e gravata. Mais tarde, regressado da guerra em Angola, assumiu a responsabilidade da gerência da loja, aprendendo com o Sr. João Viegas dos Santos o método de como se deve estar no comércio.

Em 1928, era aqui que funcionava a tipografia onde se editava O Jornal da Mulher (1928), que era distribuído numa carroça, pelas ruas de Lisboa, veiculando a emancipação da Mulher, e se atentarmos nas notícias e nas publicações de então, verifica-se uma espantosa semelhança com as notícias de agora.

Na Au Petit Peintre, que foi uma loja galardoada variadíssimas vezes (pela CML, pelo Turismo, etc.), fizeram-se muitas exposições, muitos lançamentos de livros e muitas tertúlias. Actualmente, faz parte dos palcos do “teatro das compras”.

Curiosidades: A designação Au Petit Peintre é uma das muitas designações em francês que foram atribuídas a lojas em Lisboa, a lojas de élite, sobretudo, na viragem do século XIX para o XX. No caso, o nome está relacionado com o facto da casa ter sido pensada para o ensino da pintura aos mais novos. Não é por acaso que a loja teve várias montras temáticas, inclusive com artistas a pintar com crianças. Desde a sua fundação que se mantém como casa de referência na venda de artigos para pintura e molduras, mormente por força da ligação do actual proprietário às artes plásticas e ao convívio com artistas como José Ribeiro, Cruzeiro Seixas, entre muitos outros.

A loja ocupa o que foi em tempos remotos uma vacaria, facto que foi descoberto certo dia, por acaso, ao levantar-se o soalho em madeira por causa de uma obra, que pôs a nu um chão magnífico em pedra, com simbologia maçónica (ainda por decifrar), que ainda se mantém hoje, com pedras muitas delas originais e mantidas partidas. Outra “investigação em curso” é saber a razão de haver menções à caca em cartas de 1906 quando toda a documentação oficial é de 1909.

Horário de abertura: Aberta de 2ª Feira a 6ª Feira das 9h-14h/16h. Aos Sábados, das 9h-13h.

Facebook